BLOGGER TEMPLATES AND TWITTER BACKGROUNDS

sexta-feira, 22 de abril de 2011

[Tudo para ele.]

Obrigada por acreditar em mim quando nem eu mesma era capaz disso,
Obrigada por incentivar meus rabiscos feios, dizendo que eram desenhos bonitos,
Obrigada por me abraçar em meio a chuva torrencial, por cobrir minhas pernas gélidas, por me presentear com um trilhão de beijos que me acalmam e me enlouquecem...
Obrigada por me trazer o mar, por me tirar o ar, e por me abraçar tão forte a ponto de eternizar momentos e estremecer pernas.
Obrigada pelos gols, pelas canções que viraram quase nossas, quase minhas.
Obrigada pelas confidências, pelas coincidências...
Obrigada por me achar linda descabelada, obrigada por entender minha mente inexata...
Obrigada por acordar ao meu lado, obrigada por sentir saudade, obrigada por me amar de um jeito tão seu, só seu, só nosso...
Quero casar com meu menino lego...
Te amo!

terça-feira, 12 de abril de 2011

[Esperei pela minha hora da estrela...]

"Não me lembro mais qual foi nosso começo. Sei que não começamos pelo começo. Já era amor antes de ser." - Clarice Lispector. #Os4mesesmaisfelizes.

sexta-feira, 1 de abril de 2011

[Rogério #100Ceni, uma marca histórica.]

Pois é meus caros. O fatídico dia chegou enfim. O centésimo gol de Rogério Ceni, e para elucidar ainda mais a ideia de 'marco', este fato aconteceu perante ao maior rival. Convenhamos que já sabíamos, que dizer isso antes seria bobagem, mera provocação de boteco.Atrairia até maus agouros, preceder o grito de gol. Porém lá foi ele, aos oito do segundo tempo, libertando aquele grito preso, escrevendo na história do mundo para todo o sempre o feito de 'goleiro matador'. Cem gols para o último homem. E ela viajou precisa, sutil, quase descrente. Acabara aí o tabu.
E não foram apenas seus 100 gols...O mais admirável no futebol de hoje, é na verdade não enxergá-lo como mercantilista, corporativista. Se render aos cifrões e desonrar os escudos. Ele não precisou ser fabricado. Amar e honrar um time, por uma vida. Afinal, são 21 anos de dedicação. Ser três vezes campeão Brasileiro, ter duas Libertadores, dois Mundiais. Resquícios de Telê Santana, que dizia: "-Porque não treinar uma hora a mais?".
Rogério 100Ceni foi muito além de uma inspiração para mim...Foi minha escolha de camisa da sorte para jogos importantes,e a mesma que foi vestindo meu grande herói em sua partida. Ele era o grande ídolo de meu avô, que mesmo vivenciando Valdir Perez, o nomeou assim.Foi o motivo que me fez perdurar a fé contínua num time muita vezes anêmico. Era o ícone de força, de liderança. Era o número 1 Tricolor de fato.
E questiono-me. Tal fato não deveria ser aclamado? tal fato deveria ter sido simplesmente pontuado? Sem maior repercussão?
Ora, precisou-se de um pouco mais de um século para tal feito ser repetido.
E sabemos do deboche, do desaforo, dos argumentos sórdidos e falhos que viriam a seguir para tentar ofuscar. Inutilmente. Tripudiando ou não, Rogério Ceni entra pra história como um goleiro artilheiro, capitão, respeitado pela torcida.
E abrirei sim, 100 caixas de rojões, porque hoje e para todo sempre, ele será 100Comparação.!