BLOGGER TEMPLATES AND TWITTER BACKGROUNDS

quarta-feira, 29 de abril de 2009

A gente aprende a colar os pedaços.!

terça-feira, 28 de abril de 2009

É o que pulsa o meu sangue quente
É o que faz meu animal ser gente
É o meu compasso mais civilizado e controlado
Estou deixando o ar me respirar
Bebendo água pra lubrificar
Mirando a mente em algo producente
Meu alvo é a paz!
Vou carregar de tudo vida afora
Marcas de amor, de luto e espora
Deixo alegria e dor ao ir embora
Amo a vida a cada segundo
Pois para viver eu transformei meu mundo
Abro feliz o peito, é meu direito.

[Compasso - Ângela Ro Rô.]

segunda-feira, 27 de abril de 2009

Não sou do caos nem do triunfo. Nem de lamentações, nem de desprazeres. Minha cabeça é roda gigante de parque.
O meu luxo é o lixo. O meu descaso, meu maior disparate.
São sorrisos de dor no abdômen. São dúvidas com sabor de cereja.
Eu quero mostrar o meu mundo nesse submundo. Neste vasto, raso, largo mundo.
E o que sempre nos resta, é poder olhar pelas frestas.
Podando as arestas, traçando linhas verticais.
Eu quero o absurdo, o noturno, os olhos mudos.
As calçadas da lama, as tramas sem final feliz.
Quero a impureza, a sutileza, as cartas na mesa.
E quero as manhãs de vento frio e mãos quentes.
As torturas breves do inconsciente.
E voar, voar, voar...Sem tirar os pés do chão.










[Deixamos 1 vida chata, pra tornar 2 divertidas.!]
[Antes ela reparava no meu olhar, nos meus sorrisos, na minha bunda.Agora ela só se preocupa com meu fígado.]
[A gente nasce, cresce,se casa, tem filhos, fica doente, fica feliz, fica triste. Esse é um script que ninguém escapa.!]
[Divã - de Martha Medeiros.]

quarta-feira, 15 de abril de 2009

[Vik Muniz, Diamond Divas, Srta. Monroe.]

[Procure]

Procure dissolver os pensamentos ruins.
Procure enfilerar-se junto a essa corja.
Procure valor em coisas tolas, em coisas sórdidas.
Procure sua alma neste corpos montados pra discórdia.
Procure uma ilusão nas impurezas.
Procure uma diversão com as desgraças alheias.
Procure a ironia em sua fraqueza.
Procure dentre a destruição, a sutileza.
Procure na amarguidão, a fração de docilidade plena.
Procure na submissão, a sua realeza.
Procure no marasmo, a superação.
Procure na noite, a subversão.
Procure nos espinhos, a ressurreição.
Procure nas armas, a chance do perdão.
Procure nos olhares, uma sensação.
Procure em si, uma libertação.
Procure , há de encontrar...!
Em uma esquina, em um coração partido, em uma vã esperança, que é relutar...
[Amanda]

Pra ficar Legal.

Agora não...ainda é cedo pra entender
Vou sair do ar um tempo
Na contramão do que está por acontecer
Vou respirar com paciência

Sei que lá fora brilham luzes artificiais

Lá fora o fogo das caldeiras pede mais e mais

...querem sempre mais...

Louco pra ficar legal : longe da euforia industrial

Louco pra ficar legal : longe da histeria carnaval

Agora não...muito tarde pra entender
Eu tô fechado pra balanço
Na contramão de tudo que dizem que aconteceu
Eu vou...sair da área de alcance

Sei que lá fora a banda toca em outro tom

Lá fora ainda rimam soluções

Lá fora violência vende mais

Louco pra ficar legal : longe de um romance policial

Louco pra ficar legal : longe porto alegre-rio-nepal


Louco pra ficar em paz : louco pra ficar legal

[Engenheiros do Hawaii]

segunda-feira, 13 de abril de 2009

Audácia...Essa é a palavra... Viver nada mais é do que ser audacioso.
Ou em alguns casos, ser extremamente teimoso.


...

terça-feira, 7 de abril de 2009

[Vítima dos narcisistas]

De repente ele (ela) aparece na sua vida. Não medem esforços nem tempo pra te conquistar. Você reluta a princípio, mas acaba cedendo. Eles então se mostram extremamente sedutores, sinceros, gentis, inteligentes, “misteriosos”, bem resolvidos.... O sexo com eles é intenso, amoral e sem limites. Parece que advinham os nossos pensamentos e nos dão exatamente aquilo que desejamos num relacionamento. Não cometem erros nem gafes. Tudo se encaixa. É perfeito demais. Você não tem dúvidas: encontrou a sua "alma gêmea". Você se apaixona perdidamente, se entrega, e quando percebem isso, então acontece: PUFF ! Ele (ela) simplesmente desaparecem da sua vida como num passe de mágica, ou então mudam radicalmente o comportamento. Agora eles são cruéis, cínicos, manipuladores, indiferentes, distantes, extremamente frios e até debochados ! Te criticam o tempo todo. Não assumem a responsabilidade por nada e te culpam por todos os erros que cometem. Hora parecem te odiar e desprezar, hora dão sinais de que "ainda" gostam de você. O relacionamento dos seus sonhos torna-se então um pesadelo sem fim.
Você tenta de tudo pra resgatar aquela pessoa que te seduziu e pela qual se apaixonou no início do relacionamento, mas nada parece funcionar. As coisas só pioram com o tempo. Você entra em crise e acha que o problema está em você. Tenta mudar a aparência pra se tornar mais atraente, procura terapeuta, ajuda de amigos, igreja, centro espírita, faz promessas, etc, etc.... e nada parece modificar o comportamento cada vez mais destrutivo e cruel do seu parceiro (a). Para a sua desgraça, o que você não sabe é que foi vítima de um narcisista. Pessoas que desenvolveram uma neurose chamada “Narcissistic Personality Disorder” (NPD) ou em português “ Distúrbio narcisista de personalidade”. São incapazes de amar e de estabelecer qualquer vínculo afetivo verdadeiro. Se unem as pessoas (inclusive familiares) movidos por algum interesse específico, um feitiche ou vários interesses ao mesmo tempo, tais como: sexo, status, dinheiro, poder, segurança, adulação, etc, o que os especialistas chamam de “narcissistic supply”. Os mais virulentos apresentam algum tipo de comportamento obsessivo-compulsivo, seja por comida,sexo, compras, trabalho, etc e têem ataques de raiva e ansiedade, podendo se tornar bastante agressivos tanto física como verbalmente. Os mais radicais geralmente escondem uma vida dupla (de dia trabalham e estudam normalmente, demonstrando serem “acima de qualquer suspeita”. A noite são prostitutas, atores (atrizes) pornôs, acompanhantes ou mantém vários relacionamentos superficiais paralelos). O lema de vida deles pode ser resumido na seguinte frase : Amor ? Não seja ridículo !
Cerca de 30% da população apresentam algum grau de NPD e destes, 60% são do sexo masculino, portanto, a possibilidade de você ter esbarrado ou vir a esbarrar com vários desses verdadeiros e terríveis vampiros emocionais é muito grande.
[Um das poucas comunidades do orkut que tem algo a dizer...O texto é very nice.;)]

sexta-feira, 3 de abril de 2009

[Torturas pós-modernas]

Ontem, em frente à caixa mágica, fui agraciada com os "brothers" em mais uma atividade de cunho extremamente interessante. Todos confinados em um carro, tendo de mudar de lugar dentro dele sem abrir portas ou janelas, mediante ao som estridente de uma buzina que insistia em tocar sem intervalos.
Ora, pergunto a vocês, porque não há de ter um BBB sem os esteriótipos cansados de todas as edições?
Entre os participantes, poderíamos ter um Hare Krishna da praça da República, um mendigo da Sé, um índio do Xingú e uma prostituta da Augusta. Poderíamos também ter alcóolatras, artistas circenses e cantores de churrascaria. Talvez até cobradores de lotação, ou fervorosos "crentes em Cristo".
Mas pelo amor de deus!Nada de bundas gigantescas, um afrodescendente e um homossexual apenas pra mostrar que não temos intolerância.
E quero um paredão com Bial versus Galvão.
Ou que seja, ao menos, um paredão de fuzilamento.(By Sr. Sutileza).
Desligue essa PORRA e vai ler um livro pô!
[Câmbio desligo]

quarta-feira, 1 de abril de 2009

Como a gente faz quando acha que desmoronou-se tudo? O que é ser sem estar, o que é provar sem sentir?
Cansei de ter uma culpa não minha, e da auto flagelação a que me propunha. Ora, se lamentar, esperar e agonizar não fôra suficiente o que mais seria?
A quem deveria provar inocência? A quem preferiu a decadência surda e mortal? Para quem falaria de confiança? A quem pediu-me fingir?
Se nessas aparências devo prosseguir, que faça. Desarmei, sumi, saciei.
Descobri meu valor na dor. Descobri minha esperança na desilusão mais profunda.
Aguentei grosserias e maus agouros. Suportei partidas, palavras gélidas, indiferença, nostalgia. Ignorei, relevei, compreendi, lutei. E o que fez? Vi braços cruzados e insensatez. Vi guerreiro fraco, vi olhos manchados, vi o que há de mais estático.
E não quis a pena, a parte pequena que reservou a mim.
E só sobrou o que tinha de mim. E isso era um tanto tão grande, que quando dei por mim, estava assim, a sorrir.

Eu falava:'Cazuza, você esconde o melhor de você. Você fica mostrando essa coisa escrota sua, que é uma mentira.'


[Ney Matogrosso, Folha Ilustrada, 2009.]