BLOGGER TEMPLATES AND TWITTER BACKGROUNDS

quarta-feira, 12 de agosto de 2009

[é falta]

Sabia que um dia isso ocorreria. Afinal, crer no 'infinito das coisas' é pura bobagem.
TUDO ACABA.
A juventude, a paciência, o pote de danoninho. E aprendemos a viver com o 'pouco' ou com o 'muito' que vem a nos restar.
E os clichês do mundo voltam a me assombrar. Ora, o 'que seja eterno enquanto dure', ou mesmo aquela MALDITA frase que não me sai da mente, 'felicidade é inconsciente, quando se consegue proferi-la, já não estás mais tão feliz assim'. E me mortifica ainda mais, já que sei que não posso ser detentora nem do tempo, nem do 'FIM'.
"Somos apenas as sensações que temos", não sei se é de Drummound ou de Pessoa, mas coube exato quanto à AMANDA.
E há de ter essas sensações tão fortemente, que lhe fazem ser uma 'sensível de merda'.
O alguém que sempre sofre demasiado.
Sentir-se só não é apenas entediante. É MORTAL.
Sentir que perdeu um coração que 'seguia teus batimentos'.
Sentir que perdeu a chance, entende?
Sentir medo de sentir medo.
Sentir que não mais sente.
E me pergunto porque tudo é tão cíclico, e porque passa tão depressa.
Ouvi que tudo não passava de um grande vídeo game, e os obstáculos vitais seriam os benditos macetes que se descobre depois de tanto jogar.
AÍ QUE SE PODE PASSAR DE FASE.
Apenas quando de está pronto pra próxima. Bem que o velho sádico podia ser menos impertinente.
Ele e seu assessor predileto: MURPHY.

0 comentários: