BLOGGER TEMPLATES AND TWITTER BACKGROUNDS

quarta-feira, 20 de maio de 2009

Meteoro (Marte Leiser-Brill – Frankfurt, 14/05/1919)

Quando as folhas de seiva jovem,
Ainda se desdobrando em crescimento e enfeitando-se com flores –
Caírem por terra sob o toque do outono,
Estarei só.
Pois tu seguirás o teu caminho em direção às trevas
Longe de mim e, inconstante, às mulheres estranhas te entregarás.
Não temos o dom de deter a felicidade
Que se esvai pelas nossas mãos.
E tu, sonhador leviano, talvez nunca sentirás a minha falta,
Ou lembrarás que teu ser está tão indissoluvelmente ligado ao meu –
O que em mim se manifesta por dores dilacerantes no âmago da alma –
Nem que nós somos estrelas, resplandecentes e distantes,
Destinadas a nos encontrar no espaço infinito
Uma única vez, para
Segundo uma lei inerente
Para sempre nos amarmos.