BLOGGER TEMPLATES AND TWITTER BACKGROUNDS

quinta-feira, 14 de maio de 2009

Eu só tenho a lhe agradecer.
Pela inspiração iminente em meu ser, que me fez escrever milhões de poesias, contos, sinfonias, sincronias do meu ser.
Pelo ânimo em manhãs desanimadoras, de trabalho árduo e mente vazia.
Pelo brilho nos olhos, pela percepção de cores, no céu da boca, no céu da metrópole, na cor da saudade.
Pela sensação gélida, o furor estomacal, aquela sensação ansiosa, juvenil, do playcenter no dia seguinte.
Pelo cheiro de algodão doce, dama da noite, maçã do amor e satisfação.
Por ter a certeza que o amor não é filme, nem novela, nem utopia, nem perdição. Que ele se materializa, as vezes da forma mais clichê, mais inoportuna.
Pela vida que fez renascer, meu corpo moribundo de sentires.
Tudo isso, já fez valer a pena.




Por Amanda.

;]

[Não lamentes por algo que terminou. Comemore por ter acontecido. - Neruda.]