BLOGGER TEMPLATES AND TWITTER BACKGROUNDS

segunda-feira, 27 de abril de 2009

Não sou do caos nem do triunfo. Nem de lamentações, nem de desprazeres. Minha cabeça é roda gigante de parque.
O meu luxo é o lixo. O meu descaso, meu maior disparate.
São sorrisos de dor no abdômen. São dúvidas com sabor de cereja.
Eu quero mostrar o meu mundo nesse submundo. Neste vasto, raso, largo mundo.
E o que sempre nos resta, é poder olhar pelas frestas.
Podando as arestas, traçando linhas verticais.
Eu quero o absurdo, o noturno, os olhos mudos.
As calçadas da lama, as tramas sem final feliz.
Quero a impureza, a sutileza, as cartas na mesa.
E quero as manhãs de vento frio e mãos quentes.
As torturas breves do inconsciente.
E voar, voar, voar...Sem tirar os pés do chão.










[Deixamos 1 vida chata, pra tornar 2 divertidas.!]
[Antes ela reparava no meu olhar, nos meus sorrisos, na minha bunda.Agora ela só se preocupa com meu fígado.]
[A gente nasce, cresce,se casa, tem filhos, fica doente, fica feliz, fica triste. Esse é um script que ninguém escapa.!]
[Divã - de Martha Medeiros.]