BLOGGER TEMPLATES AND TWITTER BACKGROUNDS

quarta-feira, 28 de janeiro de 2009

Memórias de uma mente conturbada

Meus olhos relutantes a um sono inexistente.
Alívio imediato, desespero latente.
O prazer que o ódio trás,
E a repulsa que me faz capaz.

Eu lamento pela solidão com seu par.
Eu lamento por carregar, sempre uma sombra em meu pensar.
Eu lamento por sempre andar na contramão,
Ser mais um em um milhão.
Eu lamento por lamentar.

Dúvidas páiram sobre o mar.
O último tango, o suspirar.
O último beijo de afeto,
Que antecede meu esquecimento eterno.

Desamor, rancor.
Marcas doloridas de dias de horror.
A ferida é presente.
Corta, sangra, expurga.
Estranhamente entorpecente.


Lamente-se.

0 comentários: